segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Não acorde o poeta! - Poema de Chris Amag



O poeta pode ficar horas olhando a chuva que cai
Para depois admirar as gotas que ficam nas flores...
Pode não perceber que o sinal já está verde,
Pois se esquece do tempo, observando o movimento.

Ah... O poeta... Fica pensando no nada, mas em tudo,
Enquanto os versos fervilham na sua cabeça, fica mudo...
Quem vê esse processo de sono profundo, não entende
Que ali dentro dele, mora tanta coisa, até o mundo.

E dizem: “acorda!”, “por onde andam os seus pensamentos?”
...Se soubessem por onde andam, ficariam cansados,
Nunca mais reclamariam do marasmo, da lentidão,
Pois, não conseguiriam acompanhar os seus passos.

Os seus versos percorrem os caminhos áridos,
As pessoas que cruzam as ruas movimentadas,
O céu, as estrelas, a casa abandonada e a vida...
Seus poemas atravessam o tempo e o espaço.

Ah... O poeta... Ele vê os olhos brilhantes dos enamorados,
Vê o sorriso triste do palhaço, que se esconde no vermelho,
Vê a planta que brota, o pássaro que se exibe no céu
E as injustiças do mundo, até as que ninguém vê.

Então, “por favor”, não critique o poeta, não o acorde,
Ele não pode olhar a vida sem senti-la, ele respira isso,
Não o chame de lento, de desatento, de desligado...
Ele nunca desliga, está sempre ligado nos seus versos!


Chris Amag

A querida amiga Chris escreve com o coração, são poemas maravilhosos que vêm de uma alma doce e encantora e por isso têm uma magia muito especial. Merece sem sombra de dúvidas uma visita.


"A poesia é o eco da melodia do universo no coração dos humanos." (Rabindranath Tagore)

11 comentários:

  1. O que dizer da Grande Poetisa Chris? - A poesia tem a linguagem do coração!
    Uma grande homenagem a ela e, tenho certeza ficará em destaque neste maravilhoso blog.
    Chris, Chris, escreva sempre, vi? - Nós os pequenos mortais precisamos saborear suas letras que são um dos resumos da Sua Grande Alma!
    Beijos a você e a ela!...

    ResponderEliminar
  2. pedindo desculpa da visita corrida...


    No sítio do costume, carinhos para ti
    http://meusamigosseusmimosmeusencantos.blogspot.com/2010/11/sempre.html

    Beijos.

    volto logo p'ra te ler

    ResponderEliminar
  3. "Ele nunca desliga, está sempre ligado nos seus versos!"
    Um poema que tem que ser escrito por uma pessoa muito especial.
    Obrigada por esta partilha, vou espreitar o blogue da sua amiga;-)

    Beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  4. Que lindo poema!!!!!

    Amei!!!!

    Bjos querida Maria!!!!

    Zil

    ResponderEliminar
  5. Maria
    Venho agradecer os comentários que tem feito durante estes últimos tempos. Tenho dedicado pouco tempo à net e tenho aproveitado "posts" que tinha feito e agendado antecipadamente.
    Gostei do poema, não conhecia o poeta mas fiquei fã.
    Beijinhos
    Lourdes

    ResponderEliminar
  6. Que lindo poema, descreveu perfeitamente o mundo paralelo que vive um poeta.

    BeijooO*

    ResponderEliminar
  7. Lindíssimo poema querida...
    Tenha uma semana de alegrias querida amiga...beijinhos
    Valéria

    ResponderEliminar
  8. Não acordem mesmo o poeta! Qua fariamos nós sem ele?Não teriamos ninguem para nos falar das estrelas que conversam umas com as outras á noite...de nos lembrar que a semente tem magia e em breve nos oferecerá uma árvore...O poeta sabe traduzir o canto dos passarinhos... Ah! esta linda Chris é irmã do poeta...entrançou as palavras e lançou os seus versos ao vento...e eu, apanhei-os!
    Obrigada Maria por me indicares o caminho até ao seu blog...Irei visitá-la!
    Mil beijos para ti e uma boa semana.
    Graça

    ResponderEliminar
  9. Querida Maria

    Acabei de ver, puxa que belo presente me deu!

    A imagem representa bem o poema e é delicada como você em seu canto.

    Ler os comentários me emociona, e já recebi visitas de seus seguidores, estou muito feliz por divulgar o meu blog.

    Ocupar um pedacinho desse paraíso é realmente para mim uma honra!

    Beijos!

    Chris

    ResponderEliminar
  10. Lindo poema, Maria amiga! Linda, também, sua visita e simpáticas palavras no meu novo espaço!
    Volte sempre, será um prazer recebê-la e, claro, visitá-la, também!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  11. Meus êxtases, meus sonhos, meus cansaços...
    São os teus braços dentro dos meus braços,
    Via Láctea fechando o Infinito.

    Florbela Espanca

    Dias de amor & Paz...Beijos meus! M@ria

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.