quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Selinhos que Encantam


Ganhei estes selinhos do amigo poeta Arnoldo Pimentel do Blog "ventosnaprimavera", um cantinho lindo com poesias que tocam a alma de quem lê.

Obrigado amigo pelo carinho.





Do Arnoldo Pimentel e da Silviah Carvalho, dois poetas maravilhosos, fica aqui este poema lindo.

Eu e o Ipê

Ouço palavras nos ventos
O canto das ondas no quebra mar
Vejo a lua procurando direção
Como uma câmera a fitar meu coração.

Em noites de chuva fina prefiro ficar na janela
Fugindo talvez, dos tristes olhos dela
Observo as vias, os carros parados
Imagino corações desesperados

Gotas cintilantes molham as vidraças
Como cristais de lagrimas a derreter
Vejo no outro lado da rua, o reflexo
Da minha tristeza, o solitário pé de Ipê

Suas flores roxas no chão mudam o cenário
Pintam um quadro imaginário
Minha vida, eu e quem sabe você
Abstrato – impossível crer...

Da minha janela vejo tudo que passa lá fora
Da fina chuva pessoas vão se esconder
Na praça balanços giram na força dos ventos
E você é constante nos meus pensamentos

Sinto-me preso a raros momentos
Vestígios em mim que ficou de você
Restos de saudades, frágeis lembranças
Que só diminuem minhas esperanças

Da minha janela sonho acordado com você
Desço as escadas da minha vida tentando te encontrar
Ao menos fim, uma triste realidade a vida sem te ter
Encosto-me, divido a saudade com meu solitário Ipê

Autores: Silviah Carvalho e Arnoldo Pimentel



Todos os amigos têm cantinhos muito especiais, por isso vou diversificando a minha escolha. Hoje deixo os Selinhos para os seguintes amigos:

1- Franciete - http://lamentosdealma.blogspot.com/
2- ValériaC - http://docefilosofia.blogspot.com/
3- Sónia Silvino - http://entrefloresepensamentos.blogspot.com/
4- M.Lourdes - http://oacor.blogspot.com/
5- Márcia e Carlos - http://marciacarlos.blogspot.com/
6 - Chris Amag - http://chrisamag.blogspot.com/
7- Arnalda Rabelo - http://arnaldarabelo.blogspot.com/
8 - Lourenço - http://louro-louro-fotos.blogspot.com/

Para além dos blogs que indiquei, ofereço estes selos a todos os amigos que passem por aqui e queiram levar para os seus cantinhos.




"A amizade desenvolve a felicidade e reduz o sofrimento, duplicando a nossa alegria e dividindo a nossa dor." (Joseph Addison)

10 comentários:

  1. Muito belo, lindo e bem estruturado.
    É na realidade um explendido cantinho.
    Manuel Aldeias

    ResponderEliminar
  2. Tanto o ipê quanto os selinhos são muito lindos.
    O poema muito encantador e combina com o estilo do teu blog.
    És merecedora de nossa admiração minha amiga.
    Bjs, um abraço.

    ResponderEliminar
  3. Belo poema!!! Gosto muito deste cantinho!!!

    Ótimo fim de semana!!!

    ResponderEliminar
  4. Lindos selinhos e foto!beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  5. obrigada pelo selinhos sao muito lindos
    este poema Eu e o Ipê e lindo parabens pelo seu cantinho
    " Desejar o bem a uma pessoa, não é
    simplesmente estar por perto, mas
    sim mesmo distante, torcer a cada segundo
    para que ela seja muito Feliz !"
    e oq desejo a vc que seja muito feliz bjos carregadinhos de muito carinho e muita luz fique com Deus e mais uma vez obrigado pelo selinhos

    ResponderEliminar
  6. Querida amiga, lindos selinhos. Aqui no Brasil agora é primavera, e os ipês estão todos floridos, o meu preferido é o amarelo, é lindo demais. Beijocas

    ResponderEliminar
  7. Querida, obrigada pelos mimos...voce os merece com toda certeza, voce sabe que adoroooo vir aqui em seu cantinho.
    Acabei de posta-los lá no meu recanto...beijinhos...
    Valéria

    ResponderEliminar
  8. Amiga Maria
    Já levei os selinhos que adorei e agradeço. Levei também a poesia de que gostei bastante e vou juntar aos selinhos.
    Obrigada amiga.
    Beijinhos
    Lourdes

    ResponderEliminar
  9. Maria queriiiiida!
    Vim ler as novidades
    e dizer que gosto muito de você!!!
    Obrigada pelos lindos selinhos recheados de carinho. Perdoe-me a demora em vir, amiga!
    Trouxe comigo...
    DESEJOS
    Desejo a você...
    Fruto do mato
    Cheiro de jardim
    Namoro no portão
    Domingo sem chuva
    Segunda sem mau humor
    Sábado com seu amor
    Filme do Carlitos
    Chope com amigos
    Crônica de Rubem Braga
    Viver sem inimigos
    Filme antigo na TV
    Ter uma pessoa especial
    E que ela goste de você
    Música de Tom com letra de Chico
    Frango caipira em pensão do interior
    Ouvir uma palavra amável
    Ter uma surpresa agradável
    Ver a Banda passar
    Noite de lua cheia
    Rever uma velha amizade
    Ter fé em Deus
    Não ter que ouvir a palavra não
    Nem nunca, nem jamais e adeus.
    Rir como criança
    Ouvir canto de passarinho.
    Sarar de resfriado
    Escrever um poema de Amor
    Que nunca será rasgado
    Formar um par ideal
    Tomar banho de cachoeira
    Pegar um bronzeado legal
    Aprender um nova canção
    Esperar alguém na estação
    Queijo com goiabada
    Pôr-do-Sol na roça
    Uma festa
    Um violão
    Uma seresta
    Recordar um amor antigo
    Ter um ombro sempre amigo
    Bater palmas de alegria
    Uma tarde amena
    Calçar um velho chinelo
    Sentar numa velha poltrona
    Tocar violão para alguém
    Ouvir a chuva no telhado
    Vinho branco
    Bolero de Ravel
    E muito carinho meu.
    ________________________
    Carlos Drummond de Andrade
    ________________________
    Beijocas, muitas!!!
    Sônia Silvino's Blogs
    Vários temas & um só coração!

    ResponderEliminar
  10. amor amor amor aonde estas...procuro-te e ñ a acho.rostos vazios perdidos sei la aonde é oq encontro.a alma se perdeu no emaranhado desse mundo eo q sobra somente subsistência,mas ai minha alma q tanto espera por esse amor q ñ prospera.mergulhados estão meus olhos nos olhos dela.minha alma.claudia goulart

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.