quinta-feira, 5 de maio de 2011

Manhã de Inverno





Coroada de névoas, surge a aurora
Por detrás das montanhas do oriente;
Vê-se um resto de sono e de preguiça,
Nos olhos da fantástica indolente.

Névoas enchem de um lado e de outro os morros
Tristes como sinceras sepulturas,
Essas que têm por simples ornamento
Puras capelas, lágrimas mais puras.

A custo rompe o sol; a custo invade
O espaço todo branco; e a luz brilhante
Fulge através do espesso nevoeiro,
Como através de um véu fulge o diamante.

Vento frio, mas brando, agita as folhas
Das laranjeiras húmidas da chuva;
Erma de flores, curva a planta o colo,
E o chão recebe o pranto da viúva.

Gelo não cobre o dorso das montanhas,
Nem enche as folhas trêmulas a neve;
Galhardo moço, o inverno deste clima
Na verde palma a sua história escreve.

Pouco a pouco, dissipam-se no espaço
As névoas da manhã; já pelos montes
Vão subindo as que encheram todo o vale;
Já se vão descobrindo os horizontes.

Sobe de todo o pano; eis aparece
Da natureza o esplêndido cenário;
Tudo ali preparou co’os sábios olhos
A suprema ciência do empresário.

Canta a orquestra dos pássaros no mato
A sinfonia alpestre, — a voz serena
Acordo os ecos tímidos do vale;
E a divina comédia invade a cena.

Machado de Assis


14 comentários:

  1. Querida amiga, essa poesia de Machado de Assis, retrata bem essa linda estação, onde a natureza parece não ter pressa. Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Olá minha querida me desculpe a falta de assiduidade, pois ando de mal para pior ainda não tenho saído de uma já estou a entrar noutra.
    Enfim quando a idade avança as doenças aumentam com ela, ganhamos umas perdemos outras, mas não ade ser nada.
    Beijinhos de luz e muita paz em sua vida.

    ResponderEliminar
  3. O poema organiza-se em torno da chegada de um novo dia, alvorada como o subir do pano num palco onde se representará a vida - divina comédia.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  4. Mais um empolgante poema com que nos brinda.

    ResponderEliminar
  5. Um gënio e suas belas palavras, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  6. Oi Maria,passei por aqui, adorei seu blog lindo...lindo!!!Continue com sucesso, voltarei mais vzs.
    Que Deus te abençoe!

    ResponderEliminar
  7. Olá, amiga!

    temos manhãs de Inverno

    desde chegou o FMI...

    Bjjss

    ResponderEliminar
  8. MARIA, tenho a maior admiração por Machado de Assis. Li vários de seus livros.

    ResponderEliminar
  9. °•♥°Amiga,
    ♫♫.•
    *¨*•♫♫¸
    Que lindo!!!
    Eu não conhecia a poesia de Machado de Assis.
    Só os romances e contos.

    Beijinhos.
    Brasil
    °•♥°
    ♫♫.•
    *¨*•♫♫¸

    ResponderEliminar
  10. Você é tantas em uma,
    Maior que a Lua, o infinito,
    Até que o mar imenso,
    A estrelinha é seu sinal,
    Deste amor, incondicional,
    Mãe! Você é imortal.

    Marisa de Medeiros

    Beijos de coração prá coração! M@ria

    ResponderEliminar
  11. Bom dia amiga,
    Venho lhe desejar um feliz dias das mães.
    e agradecer a sua visita ao meu cantinho. Obrigada pela sua linda presença.
    o meu fraterno abraço
    Maria Alice

    ResponderEliminar
  12. MARIA MINHA AMIGA QUERIDA QUE SAUDADES DE VOCE
    SEU BLOG ESTA DIVINO PARECE-ME ESTAR NO CÉU NO PARAISO TANTO É O ENCANTO QUE CAUSA TUAS IMAGENS
    PARECE-ME UMA JANELA ILUMINADA POR DEUS,,
    JESUS TE ABENÇOE SEMPRE COM COISAS TÃO BELAS
    UM ABRAÇO COM MUITO CARINHO E SAUDADES,,
    MARLENE

    ResponderEliminar
  13. olá minha querida amiga, muito obrigada pela visita muito me alegra, ´ha parabens pelo dia das mães, fique bem, beijos terê.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.