segunda-feira, 26 de julho de 2010

Isabel Guerra – A freira pintora espanhola


Madre Isabel Guerra (Madrid, Espanha, 1947) é uma freira pintora hiperrealista, em cujos quadros o tratamento da luz tem um significado muito especial.



Enclausurada no mosteiro Cistercense de Santa Lucía, em Saragoça, só sai de lá mais ou menos de três em três anos, para expor em Madrid os trabalhos que realizou durante esse período.




Desde a adolescência que sentiu , simultaneamente, as suas duas vocações. Foi uma menina rebelde que quis amar a Deus e pintar, e conseguiu o que desejava.




Iniciou-se na pintura aos doze anos, e, aos 23, ingressou na vida monástica. Autora também de vários livros, autodidacta e ultra-realista, a sua obra reflecte o seu devotado empenho.




Para ela, “pintar e amar a Deus” se completam.




O tema de seus quadros é, principalmente, a figura humana: jovens adolescentes -"porque asimilamos la esperanza a la juventud', em atitudes de serenidade e repouso, mas também pinta naturezas mortas com grande maestria técnica.




As mulheres (adultas e crianças) que figuram nas suas pinturas, transmitem uma calma e tranquilidade de uma beleza incrível.




Isabel começa a sua jornada às cinco da manhã e, depois de quatro horas de oração, às nove e meia começa seu trabalho no ateliê de pintura. Este, é o único que diferencia a sua vida das demais religiosas do mosteiro, já que estas se dedicam a restaurar livros antigos. A vida no convento serviu para um isolamento sereno das preocupações terrenas.



A sua obra pretende ser uma mensagem de ESPERANÇA, como ela disse: " A beleza existe, Nem tudo está perdido…”.



"A esperança não é um sonho, mas uma maneira de traduzir os sonhos em realidade." (Cardeal Suenens)

15 comentários:

  1. Bom dia Maria
    Graças a Deus que existem pessoas dotadas de arte e bom gosto e ainda que sabem trabalhar com essas capacidades fazendo arte.
    Já conhecia este, mas é sempre bom recordar.
    Uma boa semana para todos.

    ResponderEliminar
  2. Olá, Maria. Seu canto , é lindo, viu? Com certeza levo beleza daqui.
    Adorei a Isabel Guerra, que sensibilidade!
    A beleza, Maria, sempre a beleza. Ela nos alimenta a alma!

    Seguirei o teu belo canto.
    Um beijo,
    Lila Marques.

    ResponderEliminar
  3. Minha querida, não há como vir aqui e partir da mesma maneira, não, não é verdade!
    Quem aqui entra sai sempre de alma reconfortada pois o que aqui se encontra não existe em muitos lados, quem queira se cultivar um pouco mais assim como eu é de certeza neste cantinho.
    Que bendita a hora que te segui pois me sinto sempre muito feliz.
    Beijinhos de luz e paz em seu coração.

    ResponderEliminar
  4. Maria, é um prazer estar aqui a conhecer pessoas que tanto contribuiram para o bem da humanidade.
    Um abraço a ti, um beijo em teu coração, até a próxima.

    ResponderEliminar
  5. Olá,

    Seu blog também é uma Escola.
    Aprendi mais um pouco vindo aqui.
    Obrigado pela visita, fico muito feliz!
    Voltarei mais vezes, ok?

    Beijos :)

    ResponderEliminar
  6. Ola Maria: Coisas tão lindas, sempre gostei de pintura, mas não sei pintar, mas adoro ver lindas pinturas como estas.
    Um beijo
    Santa Cruz

    ResponderEliminar
  7. Olá Maria,
    Esta maravilhosa história em que a arte e a serenidade de espírito se entralaçam e expressam nessas maravilhosas obras de arte, sensibilizou-me.
    Tenho uma tia, que fez o noviciado para freira, por motivo de saúde teve de renunciar aos votos, mantendo o celibato; pintava muito bem, com muito detalhe, muito pormenor [pintou o laço da minha 1ª comunhão, que ainda guardo como recordação], foi minha madrinha de baptismo e de casamento, ainda vive apesar dos seus tranquilos 98 anos.
    Um abraço carinhoso,
    J

    ResponderEliminar
  8. Olá Maria!

    Os quadros são lindos, cheios de verdade naquilo que retratam e pretedem transmitir; olhando-os percebe-se quem lá está, e como está.
    Ela será concerteza uma pessoa feliz, já que parece ter conseguido reunir o melhor dos seus dois mundos.
    Lindamente apresentado, como sempre.

    Beijinhos.
    Vitor

    ResponderEliminar
  9. " A beleza existe, Nem tudo está perdido…”.


    Beijo .

    ResponderEliminar
  10. *
    este sim,
    é um trabalho de Deus !
    ,
    conchinhas, deixo,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  11. Que lindo conhecer um pouco desta fascinante freira ...e artista...
    Tenha uma doce semana amiga!
    Beijinhos...
    Valéria

    ResponderEliminar
  12. Olá MARIA
    "A BELEZA EXISTE"
    Assim nos explica a Obra desta Freira/Pintora...!
    ADOREI!
    Muito obrigado por nos mostrar.
    Bjs
    G.J.

    ResponderEliminar
  13. MARIA QUERIDA, TANTA BELEZA! DEUS ABENÇÕE QUERIDA, POR NOS MOSTRAR O LADO BELO DA VIDA, UM ABRAÇO CARINHOSO PARA VC. CELINA

    ResponderEliminar
  14. Obrigada pelo carinho com o meu cantinho de poesia. Adorei o seu!!! Tão lindo, doce e reflexivo!! Prazer em te conhecer e estarmos juntas. Terei o maior prazer em receber mensagens suas em meu endereço e repassar para os meus grupos do yahoo.
    Beijos mil!!!

    ResponderEliminar
  15. Olá querida

    Belíssimo trabalho, a arte é amor e Deus é amor, completamente fantástico.
    Desejo muitas felicidades para sua filha, e uma boa temporada por aqui.
    Com muito carinho BJS.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.