terça-feira, 8 de junho de 2010

Amor visto pelas Crianças

Recebi um email tão lindo, que não podia deixar de o partilhar com todos os amigos que me visitam.



VISTO PELAS CRIANÇAS


«Quando a minha avó ficou com artrite, não se podia dobrar para pintar as unhas dos dedos dos pés. Portanto o meu avô faz sempre isso por ela, mesmo quando apanhou, também, artrite nas mãos. Isso é o amor.»
Rebeca, 8 anos


«Quando alguém te ama, a maneira como pronuncia o teu nome é diferente. Tu sentes que o teu nome está seguro na boca dessa pessoa.»
Billy, 4 anos




«O amor é quando um velhinho e uma velhinha ainda são amigos, mesmo depois de se conhecerem muito bem.» (nem Sócrates, Descartes ou Freud diriam algo mais certo...)
Tommy, 6 anos


«A minha mãe ama-me mais do que ninguém. Não vês mais ninguém a dar-me beijinhos para dormir.»
Clare, 6 anos


«O amor é quando uma rapariga põe perfume e um rapaz põe colónia da barba e vão sair e se cheiram um ao outro.»
Karl, 5 anos


«O amor é quando vais comer fora e dás grande parte das tuas batatas fritas a alguém, sem a obrigares a darem-te das dele.»
Chrissy, 6 anos


«O amor é o que te faz sorrir quando estás cansado.»
Terri, 4 anos


«O amor é quando a minha mamã faz café ao meu papá e bebe um golinho antes de lho dar, para ter a certeza de que o sabor está bom.»
Danny, 7 anos


«O amor é estar sempre a dar beijinhos. E, depois, quando já estás cansado dos beijinhos, ainda queres estar ao pé daquela pessoa e falar com ela. O meu pai e a minha mãe são assim. »
Emily, 8 anos


«O amor é quando dizes a um rapaz que gostas da camisa dele e, depois, ele usa-a todos os dias.»
Noelle, 7 anos


«Amor é quando a mamã dá ao papá o melhor pedaço da galinha.»
Elaine, 5 anos

«Amor é quando a mamã vê o papá bem cheiroso e arranjadinho e diz que ele ainda é mais bonito do que o Robert Redford.»
Chris, 7 anos


«Amor é quando o teu cãozinho te lambe a cara toda, apesar de o teres deixado sozinho todo o dia.»
Mary Ann, 4 anos tão querida


«Quando amas alguém, as tuas pestanas andam para cima e para baixo e saem estrelinhas de ti.» (quanta arte!)
Karen, 7 anos


"Nunca devemos dizer 'Amo-te', a menos que seja mesmo verdade. Mas se é mesmo verdade, devemos dizer muitas vezes. As pessoas esquecem-se.»
Jessica, 8 anos


E a última
Um rapazinho de quatro anos, cujo vizinho era um velhote que perdera recentemente a sua esposa. Depois de ter visto o senhor a chorar, o menino foi ao quintal do velhote, subiu para o seu colo e sentou-se. Quando a mãe perguntou o que dissera ao vizinho, o rapazinho disse:
"Nada, só o ajudei a chorar".





"De todos os presentes da natureza para a raça humana, o que é mais doce para o homem do que as crianças?" (Ernest Hemingway)

13 comentários:

  1. Tem selinho aqui prá voce.

    "Prá Frente Brasil!!!!!

    Venha buscar o seu.
    SAUDAÇÕES BRASILEIRA! M@RIA

    ResponderEliminar
  2. O Amor, está sempre presente neste blog de EXCELÊNCIA.
    Postagem bem elaborada [como sempre], com textos encantadores e imagens inusitadas.
    Parabéns, Maria!
    Saudações cordiais.
    J

    ResponderEliminar
  3. Bellísimas las imagenes, bendita la inocencia
    de los niños, que viven en su mundo imaginario,
    un post precioso, un placer pasar por tu casa.
    que tengas una feliz semana.

    ResponderEliminar
  4. "De todos os presentes da natureza para a raça humana, o que é mais doce para o homem do que as crianças?" (Ernest Hemingway)

    Belissímo texto, eis ai o amor verdadeiro e sincero.

    Amei as imagens.

    Bom dia!

    beijooo.

    ResponderEliminar
  5. Adorei... um mimo as definições...meigas demais...belíssimas as imagens...que post mais fofo este seu amiga!
    Beijos...
    Valéria

    ResponderEliminar
  6. Quantas imagens lindas em seu blog! Parabéns pelo esmero! Estou estreando um novo blog, Cores da Alvorada (www.coresdalvorada.blogspot.com) que pretende refletir a Vida! Será muito bom compartilhar com vc pensamentos de amadurecimento espiritual. Espero que goste! Grande abraço

    ResponderEliminar
  7. Oi querida não consigo passar muito tempo sem vir aqui, entrar no teu blogue é estar no Paraiso.
    Adoro a tua maneira simples e linda de nos apresentar tua casinha.
    Beijos de paz meu bem

    ResponderEliminar
  8. Como é bom ter a inocência do amar...
    Lindo post...
    Tenha um lindo dia...

    ResponderEliminar
  9. *
    Enalteço a tua sensibilidade,
    ,
    Direitos da Criança,
    ,
    Artigo 3
    1. Todas as decisões relativas a crianças, adoptadas
    por instituições públicas ou privadas de protecção
    social, por tribunais, autoridades administrativas
    ou órgãos legislativos, terão primacialmente em
    conta o interesse superior da criança.
    ,
    Conchinhas, ficam,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  10. E ainda há quem não sinta amor pelo próximo!!!

    Post fantástico.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  11. Adorei as imagens..as definições de amor...tão
    verdadeiras na boca das crianças...pudessemos nós, adultos, aprender com elas...
    beijo
    Graça

    ResponderEliminar
  12. OI...

    ------\.\.~.~././
    --------(@.@)
    --oOOo-(_)-oOOo------@@@@@@@!
    -o@@@@!!!!!;;;@-------@..……….....::;!@
    'O@@!!!!!!!;;;;;;;;@---@...…………..:;;;;;;!@
    @@@!!!!!!!;;;;;;:::.@@......….…...:;;;;;;;;;!@

    oieee amiga queridaaaa!
    adorooo quando vc me visita!
    uma ótima semaninha!
    vou aproveitar para ver as novis!

    =D

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.