segunda-feira, 9 de julho de 2012

Autopsicografia - Poema de Fernando Pessoa



AUTOPSICOGRAFIA

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas da roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama o coração.

Fernando Pessoa




"Poesia são pensamentos que respiram, e palavras que queimam." (Thomas Gray)

19 comentários:

  1. Lindo poema, Maria! Muito verdadeiro!
    Abraços muito carinhosos para ti...
    Uma Boa Semana, querida...
    Muita paz!

    ResponderEliminar
  2. Olá Maria,

    O grande mestre Fernando Pessoa tem toda razão quando diz que o poeta é um fingidor, se não fosse, talvez os poemas não seria tão marcantes como são.

    Grande abraço!
    ótima semana!

    ResponderEliminar
  3. Eu considero esse poema (meta poesia) o mais expressivo de todos até hoje. Uma das maiores felicidades do Pessoa (entre tantas que ele nos proporciona). Lindo, lindo.

    Abraços, Maria e uma ótima semana.

    ResponderEliminar
  4. Amiga como você eu nunca vou esquecer porque esse tipo de amiga
    o lugar dela é no coração e tudo que está no coração para mim é eterno, inesquecível!

    Cada novo amigo que ganhamos no decorrer da vida aperfeiçoa-nos e enriquece-nos,
    não tanto pelo que nos dá, mas pelo que nos revela de nós mesmos.
    Miguel Unamuno;
    Tive que ficar ausente por 3 Dias recuperando
    das fortes dores que ando sentindo.
    Agora aos poucos tentarei visitar todas minhas lindas amizades.
    Ficarei feliz e tremendamente agradecida se puder adquirir um livro meu
    talves nunca saberá o quanto você estará me ajudando.
    Mais certamente verá o quanto ,Deus vai te abençoar.
    Em breve vou postar a data da Bienal no meu blog será uma alegria imensa receber você
    em SP.
    Creia a vida é breve demais para deixarmos para amanhã aquilo ,
    que imaginamos não poder fazer hoje.
    Obrigada de todo coração por
    me amar da forma que sou,
    Beijos no coração e na sua alma,Evanir.

    ResponderEliminar
  5. Um poema inesquecível...
    Gde abraço, em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderEliminar
  6. OLá Maria! mais que lindo perfeito...
    Que seu final de semana muito bom.
    Beijos Madalena

    ResponderEliminar
  7. Gostei...!
    SIM...esta beleza é esmagadora!
    Tanto a imagem como o poema.
    Somos uns privilegiados por podermos usufruí-la.
    Ando com problemas graves de VISÃO, o que me condiciona a vinda ao computador;
    mas...já penso nisso:
    Meu Deus, se eu ficar sem a minha visão, como poderei VIVER...?

    HOJE...
    Festa "Tradições, Sabores e Aromas de Azeitão" com diferentes actividades em Vila Nogueira de Azeitão

    Tasquinhas, provas de vinho, sopa caramela e variados produtos da região da Arrábida compõem a festa “Tradições, Sabores e Aromas de Azeitão”, que se realizou em Vila Nogueira, na Praça da República, em Maio 2012.

    As conversas de taberna e a vida no campo foram a temática desta edição da “Festa do Manel da Horta”, organizada pela Junta de Freguesia de S. Lourenço, com apoio da Câmara Municipal de Setúbal.

    Beijinho.
    BOM DOMINGO

    ResponderEliminar
  8. Gostei...!
    SIM...esta beleza é esmagadora!
    Tanto a imagem como o poema.
    Somos uns privilegiados por podermos usufruí-la.
    Ando com problemas graves de VISÃO, o que me condiciona a vinda ao computador;
    mas...já penso nisso:
    Meu Deus, se eu ficar sem a minha visão, como poderei VIVER...?

    HOJE...
    Festa "Tradições, Sabores e Aromas de Azeitão" com diferentes actividades em Vila Nogueira de Azeitão

    Tasquinhas, provas de vinho, sopa caramela e variados produtos da região da Arrábida compõem a festa “Tradições, Sabores e Aromas de Azeitão”, que se realizou em Vila Nogueira, na Praça da República, em Maio 2012.

    As conversas de taberna e a vida no campo foram a temática desta edição da “Festa do Manel da Horta”, organizada pela Junta de Freguesia de S. Lourenço, com apoio da Câmara Municipal de Setúbal.

    Beijinho.
    BOM DOMINGO

    ResponderEliminar
  9. Ser poeta é ser fingidor. Verdade escondida nos versos que lemos.
    Fernando Pessoa - Mestre por excelência na arte de escrever e com poucas palavras dizer o que nem todos logram entender.

    ResponderEliminar
  10. Eu penso que o poeta vê a vida em cores diferentes,,,com olhares diferentes,,,com sentimentos e percepções diferentes,,,ele jamais será um fingidor....beijos querida amiga e uma bela semana pra ti...

    ResponderEliminar
  11. Bom dia querida Maria,
    obrigada pelo carinho
    de sempre. Quanto ao
    poeta ser fingidor, concordo.
    Mas tambem penso que em tuas
    palavras ele sempre poe uma pitada
    de tua historia, seja na dor ou no amor.
    Fingimos para não ver quem mais amamos sofrer.
    Abraços carinhosos! Fique com DEUS!

    ResponderEliminar
  12. Olá Maria, precioso poema!
    Poeta é mesmo um fingidor!

    Beijos e ótima semana

    ResponderEliminar
  13. Maria querida!!!!
    Saudades!!!
    Escolher Fernando Pessoa é acertar sempre.
    Amiga, agradeço a tua compreensão com a minha demora em retribuir tuas visitas. Inventei umas pinturas aqui em casa (feitas por mim...) e estou organizando alguns armários, trocando coisas de lugar. Parece que vou me mudar. Affff! rs Aí tenho ficado menos tempo na net. Assim tudo atrasou, mas hei de conseguir colocar tudo em dia.
    Beijocas, muitas!

    ResponderEliminar
  14. Maria,essa poesia é o estandarte de todos os poetas!Linda sua escolha!bjs e meu carinho,

    ResponderEliminar
  15. Adoro Fernando Pessoa, este sempre um poema que me toca.

    beijinho Maria
    cvb

    ResponderEliminar
  16. Grande, este personagem, por tanto esquecido, e oculto, e hoje tão lembrado.
    Sempre gostei, mas mais numa antologia poética que um dia caiu nas minha mão: para sempre ficou.
    Fizeste bem em recordar. Que é reviver.
    Beijinhos e a minha sã amizade.

    ResponderEliminar
  17. Hoje minha postagem falo um pouco de mim
    postei uma entrevista feita por uma amiga de todos nós blogueiros.
    Creio que falei um pouco de tudo sobre mim.
    Espero sua presença para comentar essa postagem.
    Deixei um pedacinho de mim na postagem
    quero compartilhar minha vida com as pessoas que faz parte
    da minha vida.
    Para mim amizade virtual não existe
    a pessoa é aquilo que é na vida real ou virtual.
    Os nossos valores jamais conguiremos esconder
    nem alguns defeitos que todos nos temos.
    Beijos no coração com carinho,Evanir.

    ResponderEliminar
  18. Amo esse poeta*, é um dos meus preferidos.
    Ele diz tanto nas suas poesias ¨*Eterno... Ele é!
    A Anne Lieri tem razão: "essa poesia é o estandarte...."
    Beijinhos da Mery*

    ResponderEliminar
  19. Amo esse poeta*...
    É eterno¨* como outros q nos deixaram poemas maravilhosos.
    Anne Lieri diz bem: essa poesia é o estandarte*...........
    *)
    Beijinho, Maria q tenha um dia/"tarde cheia d alegrias, e Paz no teu coração*

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.