segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

A Natureza veste-se de branco



Estamos no Inverno e com ele veio o tempo frio, o vento, a chuva e a neve.

Talvez por viver em Lisboa e aqui não nevar, eu adoro ver paisagens com neve. Em Lisboa só caíram uns farrapitos de neve há 4 anos, em Janeiro de 2006. Ver realmente nevar, só vi  uma vez, há já bastantes anos na Serra da Estrela, tínhamos ido lá passar um fim-de-semana e tivemos o privilégio de poder ver a neve a cair e se caiu, ficou tudo branquinho, foram momentos inesquecíveis.

O Pedro e a Diana aproveitaram para se divertir, foi uma alegria imensa.



Para quem gosta como eu, de ver a Natureza vestida de branco, aqui ficam belíssimas imagens.

Manhã de Inverno

Coroada de névoas, surge a aurora
Por detrás das montanhas do oriente;
Vê-se um resto de sono e de preguiça,
Nos olhos da fantástica indolente.


Névoas enchem de um lado e de outro os morros
Tristes como sinceras sepulturas,
Essas que têm por simples ornamento
Puras capelas, lágrimas mais puras.


A custo rompe o sol; a custo invade
O espaço todo branco; e a luz brilhante
Fulge através do espesso nevoeiro,
Como através de um véu fulge o diamante.


Vento frio, mas brando, agita as folhas
Das laranjeiras húmidas da chuva;
Erma de flores, curva a planta o colo,
E o chão recebe o pranto da viúva.


Gelo não cobre o dorso das montanhas,
Nem enche as folhas trémulas a neve;
Galhardo moço, o Inverno deste clima
Na verde palma a sua história escreve.


Pouco a pouco, dissipam-se no espaço
As névoas da manhã; já pelos montes
Vão subindo as que encheram todo o vale;
Já se vão descobrindo os horizontes.


Sobe de todo o pano; eis que aparece
Da natureza o esplêndido cenário;
Tudo ali preparou com os sábios olhos
A suprema ciência do empresário.


Canta a orquestra dos pássaros no mato
A sinfonia alpestre, — a voz serena
Acordo os ecos tímidos do vale;
E a divina comédia invade a cena.

Machado de Assis




“Por vezes é necessário deixarmos voar o nosso espírito para longe e encher o nosso coração de pensamentos positivos”

8 comentários:

  1. Tudo tão bonito e terno por aqui!
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  2. Maria

    Todos os teus post's são de uma beleza extrordinária, o presente calou-me profumdamente, embora me tenha desenraízado, vivi bastante tempo o tipo de Invernos de que falas. Brinquei com pedaços de gelo, tendo sempre em mente o objectivo de viver em Lisboa, nunca tive saudades ou nostalgia do tempo, simplesmente, sei apreciar bem e recordar os Invernos vistos no campo, no que se chama, talvez mal, descampado.
    Obrigado, beijos

    ResponderEliminar
  3. Dizem que as amizades são como flores....
    ..se vc não rega, elas morrem...
    ... tô passando pra regar as minhas!!!
    ............................................@@@
    ........................o00o................@@()@@
    ......vVVv.........00()00......_.........@@@
    .....(____)......`0000´.._.(_)_........|..........wWWw
    ......~Y~..... .......|........(_)@(_)......|. .........(____)
    ......\\|.............\\|/.........../(_)......\\|/...........~Y~/
    ...\\\\|///.......\\\\|//.....\\|/..........\\\\|//........\\\\|//
    Maria, nossa que postagem linda!
    Eu adoro neve! Embora more num pais tropical
    Aqui no Brasil é verão e moro na praia
    Então por essa época é muito quente!
    Mais gosto de aprecia o charme da neve rs
    E adorei sua postagem.
    Mais antes do ano findar pretendo voltar beijos em teu coração.

    ResponderEliminar
  4. MENSAGEM COLETIVA

    Olá Maria!
    É o frio pode ser de doer, mas as imagens que formam, são lindas...

    Minha amiga,

    O tempo...
    Foi nessa estrada que me dei ao tempo,
    o tempo de me achegar...
    Uma paradinha para um copo d'água,
    uma lida no horizonte, letras a mostrar...
    Tempo que me fez pensar...
    Alma essa caminhante em cada instante
    entre amigos abraçar...
    Aqui me embeveci muitas vezes, chorei e
    sorrir, palpitando o coração, encontrando
    conivências, conforto na emoção...
    Algumas vezes me dei em falta, mas
    nada de forma pensada,
    foram dores nos tropeços, por
    vezes na caminhada...
    Vezes outras entre choros, aqui
    me dei ao sorriso, as letras me deram
    aceno como um sonho no paraíso...
    Houve dias meio que perdida,
    passava por aqui,
    encontrando palavras de incentivo,
    luz de alegrias, flores e jardins...
    Também ouvir muitos chorinhos,
    e aprendi a confortar,
    almas como eu em desalinhos,
    buscando ombros pra chorar...

    No tempo, fui percebendo,
    que não somos de todos diferentes,
    mas estrelas reluzentes, descrentes
    da própria luz, por sermos assim
    tão carentes...
    Ansiamos tanto, que esquecemos de
    nos dá...

    É... Valeu a pena toda essa descida
    e subida em cada cantinho que adentrei.
    Amor de irmãos conquistando, respeitando
    cada um, no seu jeitinho se serem
    e eu... aprendendo a amar... oportunidade
    que agarrei...

    Meu amigo e minha amiga,
    Obrigada pelo 2010 que não me teria
    sido tão bom, sem a sua presença,
    sem o seu carinho...
    Que possamos estar juntos novamente
    em 2011, entrelaçando nossos braços
    alongando e fortalecendo essa corrente
    no conforto de nossos corações...

    Feliz 2011 pra você, para os teus
    para nós!

    Beijos

    Livinha

    ResponderEliminar
  5. Minha querida

    Neste ano que está a findar fiz viagens maravilhosas neste cantinho especial que é o teu, obrigada pelo carinho de sempre e pela partilha de maravilhas.
    Votos de um 2011 cheio de amor e muita paz.

    Beijinhos com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  6. Ao passar por um jardim
    Lembrem-se do silêncio das rosas
    Suas lágrimas são as gotículas de orvalhos
    E seus perfumes são para abençoar e proteger você.

    Que as rosas perfumem sempre a sua vida...

    Débora Neves

    Beijo-te a alma e o coração! M@ria

    ResponderEliminar
  7. Ao passar por um jardim
    Lembrem-se do silêncio das rosas
    Suas lágrimas são as gotículas de orvalhos
    E seus perfumes são para abençoar e proteger você.

    Que as rosas perfumem sempre a sua vida...

    Débora Neves

    Beijo-te a alma e o coração! M@ria

    ResponderEliminar
  8. Maria !!!!!!!! Que lindas imagens ! E aqui um calor danado rs...

    Eu estou oferecendo minha lembrancinha de aniversário, no meu BLOG AGUA DE ROSAS... apareça !
    Postei antes do dia do aniversário, porque vai ser dia 1° de janeiro...

    FELIZ ANO NOVO !

    JACQUE

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.